Recent Posts

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Olhos nús

As duas ações, olhar e ver, são diferentes; podem ser complementares, mas certamente são diversas - era nisso que ela pensava.
Olhar é colocar os olhos em alguém ou em alguma coisa; ver, vai além disso, é contemplar, perceber, apreciar, conhecer. Para ver é necessário olhar, mas nem sempre se vê o que se olha.
Além disso, quase nunca se vê com os olhos nús. Entre o olhar e o que se quer ver, existem anteparos, filtros. É como se todos usassem óculos, cujas lentes são os preconceitos, os receios, as vivências...
Uma pena ser tão pouco freqüente aquele olhar limpo, sem traves, olhar de primeira vez, que permite ver, na mais verdadeira acepção da palavra.

P.s. Apesar dos meus óculos, quando eu te olho, eu te vejo.

2 comentários:

Tata disse...

Sensível o texto. Gostei da foto...
De quem é o olho?
bj

Lu (- . -)... disse...

Gostei do olho...
Mas confesso ter ficado mais curiosa para descobrir de quem é a imagem refletida nele...
Ou seja o que ele andou olhando e vendo por aí...rss
Até a volta... até a próxima... até um dia...
Valeu!:)...

PS.: Fiquei feliz por ter colocado meu recanto " Em boa companhia"...rss