Recent Posts

domingo, 16 de março de 2008

A mexicana


Não, não é o filme (por sinal, sofrível); não, não é Salma Hayek com sua beleza; e não se engane com a imagem, não é Frida Kahlo com sua força e suas cores. Hoje ela não é pronome, mas substantivo coletivo...
Nela se reunem todas as marias, não a cantada por Milton Nascimento, mas aquelas que se identificam como: María la del Barrio, María Mercedes e Mari-Mar. Isso mesmo, as mocinhas das novelas mexicanas), com seus gritos e lágrimas, com seus dramas e topetes.
Hoje tudo é pouco e muito é nada. Nossa, será que agora é Ana, a Carolina?
Obs: Frida Kahlo, Árvore da esperança, mantem-te firme! 1946.

14 comentários:

Luci disse...

"Hoje tudo é pouco e muito é nada".

Sei bem como é isso. Mas é bom, é positivo, enriquecedor. É só saber como usar. E não guardar. Vc, com certeza, sabe fazer bom uso.

Bjo!

Narrador disse...

Oi Luci,
Sempre gentil.

Marcelo disse...

Cara, estava assistindo uma dessas novelas do SBT dia desses e fiquei impressionado como as falas não fazem nenhum sentido.
Parece um bando de malucos dizendo coisas sem nexo, sem eira nem beira.
Não sei se isso é problema da tradução mas, o fato é que essas novelas mexicanas simplesmente não fazem sentido, argh!!!

Abração.

Narrador disse...

Realmente, e a dublagem não combina com o movimento dos lábios...rs

BABI SOLER disse...

é dificil equilibrar o nada é o tudo, mas vamos tentando...

Narrador(a) disse...

Nem me fale mo�a....rs
Obrigada pela visita.

Leandro Jardim disse...

e em meio a algumas negativas, a afirmação do peito!

hehe

abs
Jardim

Narradora disse...

Compreendeu bem Leandro...bj

Taty-chan disse...

Vou ler de novo, perae XD

Narradora disse...

rsrsrs...valeu a visita.

João Neto disse...

E eu odeio novelas e odeio ainda mais novelas mexicanas!!!

Narradora disse...

Oi João,
Já eu, acho muito engraçado engraçado.
Bj.

Germano V. Xavier disse...

Ola, minha querida!

Amo a arte de Frida.
Isso me chamou a atenção!
Teu texto é contundente, diz dizendo de árvores as pétalas que caem em nossos olhos.

Sempre bom passar por aqui.

Beijos no coração!

Germano
Aparece...

Narradora disse...

Também gosto da Frida, pela arte e pela força. Obrigada pela visita.
Bj.