Recent Posts

terça-feira, 25 de março de 2008

Sentido(s)

Um punhado de cores, uma boa quantidade de sentir, alguns cheiros e sons. Esses elementos compõem as lembranças dela. Não há ordem rígida nos arranjos.
As vezes as cores vêm primeiro...
Era domingo, ela abriu os olhos devagar e a primeira coisa que viu, foi uma réstia de sol laranja no lençol branco. De longe, os passarinhos chamavam. Logo o cheiro de café encheu o quarto e ela se deixou ficar na cama, com uma alegria descansada estampada no rosto. Bom jeito de acordar.
Noutras ocasiões o som chega antes...
No toca disco (sim, era uma vitrola mesmo) Paulinho da Viola cantava, da cozinha vinha a voz animada dos pais. Era um final de manhã num sábado lá atrás, já perdido no tempo. O céu aberto tinha um azul vivo. As risadas tinham cheiro de bolinho de arroz e esquentavam a alma dela, ainda menina.
As vezes são os cheiros...
A Maresia, o vento estava carregado do perfume do mar. O som das ondas se desfazendo na areia era a única música que se ouvia. O sol morno secava o corpo molhado de sal e ela toda feliz, de férias do mundo.
Tem hora que eles vêm todos juntos, de mãos dadas...
Ela sediando, no estômago, uma reunião mundial de borboletas. Perdida nos seus braços, o castanho dos olhos dela em contraste com a sua pele clara; o vermelho dos sorrisos; o perfume do encontro; o som ritmado das palavras, enfim ditas. Mas, por enquanto, isso ainda não é uma lembrança...

25 comentários:

Marcelo Martins disse...

Seu texto me parece uma descrição exata dos sintomas familiares da paixão..
É isso mesmo?
Adorei as cores, sons e aromas que apresentou aqui.

Beijos meus.

Cin disse...

Suas palavras foram tão intensas que pude sentir daqui a alegia infinita desse encontro. Lindo!

Bjinhos!

Ana Laura disse...

Ah se todas as lembranças fossem tão doces e suaves viveria eu somente de lembranças... Essa sua descrição foi magnífica!


Obrigada pela sua presença no meu blog, marcada sempre por comentários extremamentes relevantes!


Um beijo.

Narradora disse...

Oi Marcelo,
Então menino, parece que é isso mesmo...rs.
Bjs.

Oi Cin,
E eu não vejo a hora..rs.
Bjs.

Oi Analaura,
Nem todas são doces mesmo, mas eu acredito que a gente pode escolher as que guarda mais perto.
Bj.

Ana Laura disse...

"O ser humano se distingüe dos outros animais por ter o polegar opositor e o telencéfalo altamente desenvolvido."

É daquele documentário famoso e super didático "Ilha das flores".

Obrigada pelo comentário.

Outros.

Narradora disse...

Telencéfalo tb é legal...rs

BABI SOLER disse...

As doces lembranças compoem as lindas histórias de amor.
Um beijo.

Narradora disse...

Verdade Bia.
Bj

meu favo de mel disse...

Os sentidos me trouxeram até aqui e uma alegria me fez ler um lindo texto que me trouxe o cheiro de muitas coisas boas que passaram e passam por minha vida. Espero uma visita sua.
www.meufavodemel.blogspot.com

Anita

Narradora disse...

Oi Anita,
Fico feliz de reavivar as suas lembranças.
Vou sim no seu blog, gosto de lá.
bjs.

Ana Cláudia Zumpano disse...

oi! adorei sua visita, e obrigada pelo elogio!
ler seu texto nesta manhã me deu uma paz... aquela sensação de acordar, ouvir, sentir o cheiro... adoro Paulinho da Viola! Adorei seu blog, muito bom gosto, voltarei sempre!
bjos ;*

Narradora disse...

Será sempre bem vinda Ana Cláudia. Obrigada pela visita, bjs.

Ilaine disse...

Olá!

Este texto é muito bonito, simplesmente poético. Aguça os sentidos, pois. É gostoso passar por aqui.

bj
Ilaine

Narradora disse...

Obrigada Ilaine,
Pela visita e pelas palavras gentis.
bj

Anônimo disse...

oi L.K.,mais um momento profundo no seu blog... vc sempre com sua sensibilidade a flor de pele,reuniao mundial de borboletas...gostei.. besos.bye bye;

Mariana disse...

Adorei!! adorei!

bjocas

Alice disse...

Seu blog também tem cheiro de mar e é repleto de cores. Desculpa a minha ausência em comentar seus textos - dar aulas e mais aulas cansa demais. E gosto de ler tudo. Até as entrelinhas.

Bjs.
Letícia

Mary West disse...

Oh q lindo! Lindo mesmo, de arrepiar e encher meu dia com pensamentos belos. ;)

Narradora disse...

Oi Meninas,
Obrigada pela visita.

A.Lu. bom você ter passado por aqui. Bj.

Marina, também gostei muito do texto do ioio. Bj.

Letícia é sempre bom receber você. Não esquenta quanto ao tempo. Bj.

Srta. Mary West, que bom, nada como um dia repleto de bons pensamentos. Bj.

Gracyelly disse...

Lembranças...tão importantes. Acredito q cada um tem suas preferidas, aquelas te fazem sentir vivo, querido, q te marcaram. A junção da cor, cheiro e som, faz td parecer mais real. Tá aí uma combinação de 3 elementos q gosto muito. Bjos

Narradora disse...

Gracyelly,
Também gosto do conjunto...
Bjs

Luci disse...

Narradora, seus textos sao sempre tão singelos e tocantes. Você escreve com uma simplicidade macia. Faz a gente deitar, se acomodar nesse seu espaço tao reconfortante!

Bjo,

Luci:)))

Narradora disse...

Luci,
Obrigada pelas palavras sempre gentis.
Bjs.

carmim disse...

eu morri com esse texto.

Narradora disse...

Oi Carmim,
Morre não...rs
Bjs.