Recent Posts

sábado, 22 de março de 2008

Mudanças

Ela não nasceu desconfiada, foi ficando. Não sabe direito quando começou ou exatamente porque, mas a vida foi seguindo e ela passou a hesitar.
Reconhece que confiar é um ato de coragem. É acreditar, apostar as suas fichas numa coisa, que na maior parte das vezes, é incerta quanto ao resultado. Isso a assusta, quer dizer, isso também, porque de uns tempos pra cá ela foi ficando inquieta, insatisfeita, com essa imobilidade causada pela sua falta de fé nas pessoas e até nela mesma. Teve perdas em razão desse comportamento arredio e esquivo.
Mas, ela não nasceu assim... e é páscoa, que etimologicamente quer dizer passagem, e no sentido da festa cristã, renascimento; portanto, uma boa hora pra mudar.
As transformações exigem tempo, nesse ponto são intransigentes. Mas ela está empenhada e sabe que deve começar dando pequenos passos.
As vezes é necessário ver vaga-lumes pra lembrar das estrelas.
Obs: Obrigada Lightning Crashes

13 comentários:

João Neto disse...

E transformações vêm acompanhadas, normalmente de um pouco de dor. Mas precisamos delas, vez por outra.

Ps.: Obrigado pela visita. E fico feliz por sua cara de feliz ao ler o poema. Cumpri minha função então. Bjos.

RenataSantos disse...

`As transformações exigem tempo, nesse ponto são intransigentes. Mas ela está empenhada e sabe que deve começar dando pequenos passos...`
Uma longa jornada começa sempre com um primeiro passo...

R.

Narradora disse...

É verdade João...
Então Renata, que tenha início a jornada.
Obrigada pela visita e pelos cometários.
Bjs.

Gracyelly disse...

Acredito que também fui me tornando desconfiada com o passar do tempo. Dizem que todo mineiro é, mas acho feio jogar a culpa em outra pessoa, numa circustância, acredito q sou desconfiada e pronto. E obrigada pela visita ao http://balaoeancora.zip.net. Também gostei do seu blog, voltarei mais vezes!

Narradora disse...

Será bem vinda.

Luci disse...

Mudanças, transformações, lagartas velhas e borboletas coloridas. Toda passagem dói um pouco, mas é certo que renascemos. Quando nos permitimos, né...

Tem gente que tem coragem. Tem gente que morre sem perceber.

Adorei os vaga-lumes.

Bjo,

Feliz Páscoa (atrasado, mas de coração!!!)

Luci:)))

Narradora disse...

Obrigada, pela visita e pelo feliz páscoa.
Eu tenho uma quedinha por coisas que brilham, feito olho, vaga-lume, estrela...
Bj.

Marcelo Martins disse...

Desconfiar é, muitas vezes, apenas uma forma de auto-preservação.
Pode ser saudável se usado na medida certa.
MAs é sempre bom caminharmos passo a passo rumo à nossa segurança, encarar as nossas escolhas e apostar que tudo pode dar certo, não?

Beijocas

P.S: Adorei a palavra "etimologicamente" =P

Ana Laura disse...

Outro que vai para minha singela lista de preferências.

Lisongeada pela visita.


Sou nova nesse universo de blogueiros, mas posso garantir que meu termômetro apita direitinho na direção dos bons. E o seu é um deles!


Ganhou mais uma leitora.
Beeijos e parabéns!

Narradora disse...

Oi Marcelo,
Acho que é importante confiar, pra seguir a adiante.
Etimologicamente é redondinha, né? (rsrsrsrs)
Bj

Narradora disse...

Oi Ana Laura,
Obrigada pelo comentário, muito gentil.
Será sempre bem vinda.
Bj

Cecília Braga disse...

ô coisa linda!!!
Vou usar no meu perfil do orkut essa frase final. viu?
Logo, logo.
=****

Narradora disse...

Oi Cecília,
Não estou conseguindo comentar no seu blog, adorei aquele texto da deusa.
Obrigada pela visita e fique a vontade.
Bjs